Pescadores começam a utilizar os kits de apetrechos financiados pelo Governo de Pernambuco

Os profissionais da pesca artesanal ligados a Colônia Z-08, do município do Cabo de Santo Agostinho, já começaram a utilizar os kits de apetrechos e equipamentos adquiridos através da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco, por meio ProRural.  Ao todo, 51 pescadores da região foram beneficiados pelo projeto orçado em R$ 470.025,67, que vai alavancar a produção e venda de peixe na região.

No último mês de agosto, os técnicos e gestores do Banco Mundial e do Programa estiveram na colonia para conhecer de perto os benefícios do projeto para os pescadores do Litoral Sul pernambucano. São redes de pesca, linhas, agulhas, boias, chumbadas, caixas plásticas para o pescado, luvas e facas para o manuseio do peixe e coletes salva-vidas, para os pescadores, além de freezers, balanças digitais, carro de mãos e baldes para uso coletivo na colônia. O ProRural financiou , através de acordo de empréstimo com o Bird, o material e os kits foram confeccionados pelos próprios beneficiários, como contrapartida do projeto. Muitos agora começaram a ser utilizados na atividade.

O secretário da Z-08, Jailson José da Silva, informou que com o projeto cada pescador passa a trabalhar com oito redes de espera, quando alguns trabalhavam com apenas uma. Para ele, os investimentos diminuirão as dificuldades de recursos naturais cada dia mais ameaçados pela interferência humana, e dá novo ânimo para os profissionais. “Com os novos apetrechos conseguiremos melhorar a qualidade de vida de quem vive da pesca artesanal na região, uma vez que aumentará a produção de pescado e, consequentemente, a economia e renda dos pescadores”, relata.

A Colônia de Pescadores do Cabo existe desde 1937, tem 430 famílias cadastradas, e apoia e incentiva a atividade em parte do litoral Sul do estado. O ProRural, através da Unidade de Gestão Territorial (UGT) da Região Metropolitana do Recife, acompanha e fomenta o grupo que hoje é composto por mais de 100 pescadores, sendo a grande maioria mulheres.