Representantes de agricultores da Mata Sul são recebidos no ProRural

O Secretário de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco (SARA), Wellington Batista, se reuniu na tarde desta segunda-feira (08), no ProRural, com a Comissão Representativa do Projeto de Assentamento Governador Miguel Arraes, formada por representantes de produtores da região, movimentos sindicais e prefeituras da Zona da Mata Sul.

O grupo, que representa as 4.300 famílias assentadas nos municípios de Palmares, Catende, Jaqueira, Água Preta e Xexéu, trouxe pauta de reivindicações das comunidades, que foi recebida e respondida pelo secretário. Entre as demandas já encaminhadas para serem atendidas, está a perfuração de poço no Assentamento Piranji, onde 100 famílias estão sem acesso à água de qualidade para o consumo humano.

Além disso, o secretário irá buscar junto aos demais órgãos ligados a SARA, sementes para o plantio, trator para a manutenção e recuperação das estradas vicinais utilizadas para o escoamento da produção de aproximadamente 300 mil toneladas de cana de açúcar, e motores para o funcionamento de poços artesianos já perfurados em comunidades do PA Miguel Arraes.

Segundo Wellington Batista, a sua gestão à frente da Secretaria de Agricultura está começando num período em que o Estado está em fechamento das contas para começar 2018, mas aproveita o momento para fortalecer a comunicação com os grupos representativos e movimentos sociais. “O governo Paulo Câmara fará tudo o que for possível para atender as demandas da agricultura e eu estarei empenhado na busca por alternativas para o desenvolvimento da Zona da Mata Sul”, prometeu.

Durante o encontro, o secretário informou ainda que o ProRural irá reconstruir dezenas de pontes nos municípios de Palmares, Primavera, Ribeirão, Rio Formoso, Lagoa dos Gatos, São Benedito do Sul, Tamandaré e São José da Coroa Grande, todas danificadas pelas enchentes que assolaram a região nos últimos anos. Além disso, está fechando parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), para dar apoio financeiro e técnico aos produtores familiares de todo o estado.