Seminário do ProRural abre debate sobre saneamento rural e gestão comunitária de recursos hídricos

Representantes do Iterpe, IPA, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Universidade Federal de Pernambuco e Prefeitura do Recife debateram o tema

 

O ProRural realizou, na manhã desta terça-feira (17), o Seminário Institucional Diálogos sobre Saneamento Rural em Pernambuco. O objetivo do encontro foi promover um debate com várias instituições envolvidas com o tema no Estado, e somar contribuições para o desenvolvimento de ações e fomento à organização de uma gestão comunitária e participativa dos sistemas de saneamento.

O seminário marca também a etapa final da parceria entre o Governo do Estado/SARA e o consórcio Synergia/Projetec que realizou, no período de 18 meses, pesquisa, capacitação e acompanhamento dos projetos de abastecimento de água financiados pelo Governo de Pernambuco, com verbas do Banco Mundial, através do Programa. Um investimento no valor de aproximadamente R$ 2,5 milhões, que fez um diagnóstico sobre a utilização dos recursos hídricos em 172 Organizações de Produtores Familiares (OPFs) do Estado.

Ao todo, o trabalho envolveu agricultores familiares de 213 comunidades em 112 municípios pernambucanos da Zona da Mata até o Sertão. Os técnicos realizaram visitas para ouvir as comunidades, construíram um conhecimento coletivo sobre gestão dos recursos hídricos, fizeram encontros de conscientização dos usuários dos sistemas, capacitaram equipe técnica do ProRural que acompanham os projetos de abastecimento de água, além de promover, através de seminários regionais, discussões com outros órgão e sociedade civil.

Nas comunidades, a ação buscou otimizar o uso dos recursos hídricos e de esgotamento sanitário, garantir melhorias sanitárias nos domicílios rurais, assim como dar mais eficiência na gestão da água em projetos como os de implantação de cisternas para captação das águas das chuvas, poços artesianos com sistemas de distribuição comunitária e construção de banheiros, entre outros. Os trabalhos buscaram ainda garantir a implantação de medidas estruturadoras que assegurem a ampliação do acesso à água, assim como a qualidade e sustentabilidade dos serviços públicos de saneamento na área rural.

Para a gerente de Planejamento, Orçamento e Gestão, Renata Kosminsky, o encontro de hoje teve uma grande importância para o fechamento dos trabalhos com o Consórcio, pois a troca de idéias com todos os atores do Estado que de alguma forma trabalham com a gestão de saneamento rural é muito rica para a construção de um modelo de gestão participativo, mais eficiente e sustentável. “Mas o trabalho do ProRural nessa área não acaba aqui, pois ainda contrataremos uma consultoria de assistência técnica para acompanhar e ajudar as comunidades beneficiadas.

O representante do Banco Mundial responsável pela área de recursos hídricos, Wilson Rocha, parabenizou o trabalho e pontuou a preocupação permanente do Banco Mundial, em todos os projetos que ele apoia, de efetivamente garantir que os projetos de recursos hídricos e saneamento básico tragam os benefícios planejados. “Finalizamos uma etapa, mas é necessário que de conversas como essa surja um modelo de gestão compartilhada e permanente de saneamento rural”.